Coluna Genésio Araújo Jr.

COMENTÁRIO DO DIA: Entre as ideias e o vil metal!

A manhã começou com 20 ºC em Brasília. Certeza e chuvas num mês que já chegou a 295 mm na Capital Federal.

A semana não fechou, mas hoje vai ser diferente pois é feriado em São Paulo e isso vai impactar o Mercado, pois lá fica o Ibovespa.

O Congresso, ontem, mesmo com recesso teve movimentações. A Oposição reclamou do Judiciário e hoje, logo cedo, a PF faz nova operação contra um deputado federal. É verdade que a PF foi na própria carne e afastou policiais federais, também.

O presidente Lula começa o dia com o ministro da Educação, Camilo Santana, e depois segue para São Paulo, que está em festa. Ele vai ter agenda política de filiação da ex-prefeita, ex-deputada, ex-senadora e ex-ministra Marta Suplicy. E o que mais?!

OUÇA AQUI

LEIA AQUI

COMENTÁRIO

Até as carpas que habitam o laguinho do Palácio do Itamaraty sabem que o presidente Lula quer contar com o STF para lidar com a gula e exageros do Congresso.

Nessa quarta-feira um grupo de 25 deputados e 3 senadores da Oposição fizeram um ato no Salão Verde para dar apoio ao deputado Carlos Jordy, que enfrentou a PF e a PGR na semana passada por uma associação com golpista de 8/1.

Ele foi confirmado líder da Oposição no ato. Nessa quarta, também, o senador Rogério Marinho junto com senador Hamilton Mourão estiveram com o ministro Luís Roberto Barroso, que defende a pacificação, pedem que ele coloque um freio em Alexandre de Moraes.

No ato, Marinho disse que é preciso “restaurar o equilíbrio entre os Poderes e resguardar as prerrogativas do Parlamento”. Marinho disse que a Oposição vai apresentar sua agenda institucional, em breve.

O Centrão que é maior que Arthur Lira e Rodrigo Pacheco vai ser decisivo nessa agenda. Lira não quer confusão com o STF, mas ele já está sentado em cima do PL das Fake News que agrada a Oposição.

A Oposição não pode tudo e Lira quer mesmo é manter o que puder do novo Orçamento de Emendas. Vai chegar a hora de saber o que pesa na balança!

Vivemos um tempo que o vil metal vale mais que as ideias.

Foi Genésio Araújo Jr, de Brasília

(da redação )

Deixe um comentário