“É uma cortina de fumaça gigantesca”, diz Merlong sobre CPI da Petrobras

O deputado federal Merlong Solano (PT) criticou a ideia do presidente Jair Bolsonaro de uma CPI no Congresso Nacional para investigar a Petrobras. A estatal voltou a aumentar o preço dos combustíveis na semana passada gerando mais uma crise no governo, justamente no período em que foi aprovado o projeto que limita a alíquota do ICMS dos combustíveis em todo o estado. 

“É uma cortina de fumaça gigantesca. O governo está desesperado e cada dia ele inventa uma coisa pra tentar desviar o foco dos graves problemas do país. O problema do país é a dolarização do preço, é o desemprego, são 33 milhões de pessoas voltando à fome, e por aí vai”, disse o deputado em entrevista à TV Cidade Verde.

Para o parlamentar, o governo tem todos os requisitos para mudar a política de dolarização da Petrobras e resolver o problema.

“Aí o governo inventa uma carta do ministro da Defesa mandando para o Tribunal Superior Eleitoral questionando às urnas. A cada dia o presidente dá uma declaração questionando as urnas e agora uma CPI para olhar para a Petrobras quando o governo tem ao seu alcance os instrumentos para resolver o problema, que é a mudança da política”, afirma Merlong.

O aumento anunciado pela empresa de 14,26% para o diesel e de 5,18% para a gasolina terminou com o pedido de demissão do diretor da estatal, José Mauro Coelho, após pressão de líderes da base do governo.

Foto: Renato Andrade

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.