Cepa indiana da covid-19 já circulou em 53 países, aponta OMS

A nova cepa do coronavírus, a B.1.617, encontrada originalmente na Índia, já foi detectada em 49 países e 4 territórios, segundo apontou um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS). O documento desta quarta-feira (26) apresenta 8 novas áreas na comparação com o boletim da última semana.

Esse documento da OMS indica que a nova cepa é mais contagiosa e que pode diminuir a eficácia das vacinas da Pfizer e AstraZeneca, apesar de estudos indicando que os imunizantes combatem a B.1.617. Apesar disso, a Organização ainda não consegue indicar se a variante está causando quadros mais graves de covid-19 e se está aumentando o risco de infecção, pontos que devem ser esclarecidos nas próximas semanas.

A OMS classifica quatro cepas como variantes que demandam “preocupação global”. São elas: a britânica (B.1.1.7), a sul-africana (B.1.351), a brasileira (P.1) e indiana (B.1.617).

“Reduzir o contágio por meio de métodos de controle de doenças estabelecidos e comprovados é parte essencial da estratégia global para reduzir as mutações que têm implicações negativas na saúde pública”, afirma o relatório da Organização.

Segundo fontes não oficiais, países como Austrália, Nova Zelândia, Coreia do Sul e China já teriam contato com a nova cepa, mas ainda não oficializaram essas infecções, disse a OMS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *