Secretário Nacional anuncia investimento de R$ 60 bilhões para o novo programa de habitação

O secretário nacional de Habitação do Ministério de Desenvolvimento Regional, Alfredo dos Santos, anunciou investimentos de R$ 60 bilhões para a construção de residências em todo país, durante visita a Teresina na manhã desta sexta-feira (16).

Para a capital do Piauí, Alfredo afirma que a cidade será beneficiada, também, com recursos para a regularização fundiária.

Em Teresina, o secretário participou da entrega de casas e apartamentos do residencial Parque Brasil, na zona norte da cidade. A obra foi construída por meio do programa Minha Casa Minha Vida, que passa a ser substituído pelo programa Casa Verde e Amarela.

“Temos projetos para habitação em todas as dimensões. Temos vinculados ao programa Casa Verde Amarelo recursos do FGTS na ordem de R$60 bilhões ao ano. Aproximadamente R$ 3 bilhões para conclusão das obras do faixa 1. Agora com a modalidade de regularização fundiária, começamos com R$ 500 milhões, mas certamente com o apoio dos nossos parlamentares vamos avançar e muito”, destacou.

O secretário afirma que Teresina será beneficiada com projetos para a regularização fundiária. Ele afirma que esse é um problema não só da capital do Piauí, mas de todo o país.

“Ainda não se encontra definido, principalmente, no que diz respeito a regularização fundiária. Como é uma cidade e um estado que tem uma política muito forte nessa situação, com certeza vai se beneficiar bem dos recursos. Essa questão da regularização fundiária é uma realidade de todo o país. A regularização precisa ser feita com os municípios porque é nos municípios que as pessoas estão”, destaca.

O residencial Parque Brasil recebeu R$ 112 milhões para a construção. A obra é uma parceria da prefeitura de Teresina com o Governo Federal.

“Reafirmo o agradecimento ao convite feito pelo prefeito Firmino e o senador Ciro Nogueira. É um prazer por alguns aspectos que tanto como os cuidados arquitetônicos e a localização. A população que aqui viverá já tem os equipamentos públicos como creches, posto de saúde, todo comércio. A dimensão das unidades é maior do padrão. A qualidade da obra chama atenção. É um projeto que nos deixa satisfeito. São R$ 112 milhões de investimentos. Sendo R$ 80 milhões do governo federal e R$ 32 milhões da prefeitura. É muito bom quando percebemos a política pública sendo bem feita”, destacou.

O prefeito Firmino Filho (PSDB) afirma que a obra vai atender a população do programa Lagoas do Norte.

“É um conjunto feito pelo Minha Casa Minha Vida e tem 1022 residências habitacionais, distribuídas entre residências e apartamentos. A população atendida são as famílias reassentadas pelo projeto Lagoas do Norte. Tem alternativa de receber uma casa na própria região ou vir para esse conjunto. ficou muito bonito e bem estruturado. Ao longo do tempo vai ser muito valorizado”, afirma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *