Alemães vibram com vitória em João Pessoa

Apenas o olhar atento na televisão estava valendo para um trio de alemães contra os Estados Unidos. Não entendiam nada do que estava sendo narrado em português. Em João Pessoa, Heiko (casado com uma brasileira), Christa e Fraz Wittmar invadiram a casa de parentes paraibanos para aproveitar as férias. Um dos programas favorito é a Copa do Mundo. E nesta quarta-feira, dia de jogo da Alemanha, não poderia ser diferente.

No duelo com os americanos, a família Wittmar parecia estar ansiosa em vários momentos. A cada lance de perigo uma expressão diferente no sofá. Seja a favor ou contra. Para empurrar ainda mais a turma estrangeira, a sala da casa de Gioconda Azevedo (cunhada de Heiko) serviu como palco para alguns brasileiros se unirem a eles.

– Isso é muito importante quando a gente reúne os amigos, os familiares daqui do Brasil ou de outros países. Acho que a Copa do Mundo é isso: integração dos povos, da cultura, de conhecer um povo diferente. E estar sempre, sempre aprendendo e torcendo – disse Gioconda Azevedo.

Gritos de guerra foram entoados em alto e bom som antes do início da partida:
– Vamos Alemanha, vamos Alemanha… – gritava a família Wittmar.

Para entrar no clima da partida junto dos alemãs, Gioconda Azevedo arrumou toda a residência. Colocou enfeites espalhados pela sala e pintou o rosto de toda a família com as cores da bandeira: preto, vermelho e amarelo.

A educadora física Giovana Wittmar é casada com Heiko há cinco anos. Eles têm uma filha. E com dupla nacionalidade, a paixão dela no futebol fica separado entre o país de origem e o do marido.

– Sou brasileira. Meu coração é brasileiro. Apesar de ficar divido, lógico. A partir do momento que eu encontrei uma pessoa maravilhosa para casar, hoje, meu coração são dois: brasileiro e alemão. Mas o brasileiro é maior – comentou Giovana Wittmar.

Depois de duas vitórias e um empate no G, Heiko acredita em um título da Alemanha. A Seleção está classificada para às oitavas de final e agora enfrenta a Rússia ou Argélia na próxima segunda-feira, no Beira-Rio.

– A Alemanha é a minha pátria. Espero que ela ganhe – concluiu Heiko, que ficou aliviado depois da vitória para os Estados Unidos por 1 a 0.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *