Câmara fará audiência para discutir segurança nos terminais de ônibus de Teresina

Foi aprovada uma audiência pública na Câmara Municipal de Teresina, nesta quinta-feira (29), para tratar da segurança pública nas paradas e terminais do sistema Inthegra da cidade. O requerimento é de autoria do vereador Joaquim do Arroz (PRP).

O vereador explicou que o objetivo da audiência é debater o quadro de insegurança pública no sistema de ônibus da capital, criticou a cessão de militares para órgãos públicos e disse que a quantidade de militares disponibilizados para os órgãos é desnecessária para exercer uma função que não colabora com a segurança da cidade.

“Os militares não só fizeram um juramento para defender a população, como também é sua função principal. No Palácio da Cidade são trinta militares servindo de guardião do órgão e deixa a comunidade desprotegida. Precisa tirá-los dos órgãos e colocar mais nas ruas”, disse.

No requerimento, o parlamentar reivindicou força policial próximo as paradas de ônibus e terminais de Teresina para evitar assaltos e latrocínios nos locais, como ocorreu nos dois casos, ocorridos recentemente, envolvendo o estudante de medicina, Rayron Holanda, e o cobrador de ônibus, Josiel Lima Nonato, que reagiu a um assalto e foi esfaqueado, ontem, na parada final do bairro Jacinta Andrade.

“Os trabalhadores e estudantes têm direito de se locomoverem com segurança. Se os militares que estão disponibilizados nos órgãos públicos estivessem nas ruas, evitaria situações lamentáveis como estas que aconteceram nesta semana, assim como muitos outros. Desde a implantação do Inthegra era para ter sido estudado a segurança dali. É dinheiro público. Gastaram milhões e não colocaram segurança”, criticou o vereador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *