Tomate sobe até 33% em maio e vira vilão da cesta básica, revela Dieese

A compra da cesta básica pesou mais no bolso dos consumidores em maio. No mês passado, o preço do conjunto dos alimentos considerados essenciais subiu em 15 das 18 capitais pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socieconômicos (Dieese).

O tomate, que ficou mais caro em todas as capitais exceto Manaus, foi uma das principais influências de alta.

A maior alta no valor da cesta básica em maio foi registrada em Fortaleza, de 5,42%, seguida por Recife (4,9%). Em São Paulo, houve alta de 2,43%, levando o valor da cesta a R$ 366,54, o maior entre os locais pesquisados.

O Dieese apontou que a cesta ficou mais barata em Campo Grande (-2,05%), Florianópolis (-0,38%) e Brasília (-0,10%).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.