Barbieri crê em Corinthians mais ofensivo e evita confirmar volta de Diego ao Flamengo

Antes mesmo de comandar o último treino do Flamengo para o confronto de volta da semifinal da Copa do Brasil, contra o Corinthians, às 21h45 desta quarta-feira, em São Paulo, o técnico Maurício Barbieri concedeu entrevista coletiva na manhã desta terça, no Ninho do Urubu, onde disse acreditar que o seu rival vai adotar uma postura mais agressiva do que a exibida na partida de ida do mata-mata. Naquela ocasião, no dia 12 de setembro, no Maracanã, o time paulista atuou de forma bastante defensiva e conseguiu segurar um empate por 0 a 0.

O comandante previu um adversário mais ofensivo desta vez pelo próprio fato de que a equipe alvinegra jogará apoiada por torcida que lotará a Arena Corinthians e precisando de pelo menos uma vitória simples para avançar à decisão da competição.

“O jogo que eles fizeram (contra o Flamengo no último dia 12) demonstrou algumas possibilidades. Não posso ter a certeza de que eles vão com três volantes, que terão a torcida empurrando ou postura diferente do primeiro confronto. A tendência é eles mudarem isso, pois a própria torcida vai exigir que ataquem mais Se o Corinthians escolher se manter na defesa, temos que ter calma e tranquilidade para fazermos um bom jogo”, analisou o treinador.

Barbieri também evitou adiantar a escalação do seu time titular para a partida, assim como sequer confirmou a volta do meia Diego, que não atuou na vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-MG, no último domingo, no Maracanã, pelo Brasileirão, por estar suspenso.

“Ajuda muito o retorno do Diego, pois ele é um jogador de qualidade indiscutível. A carreira dele mostra isso. Tem peso muito grande para o elenco. Ele fez uma parte do treino ontem (segunda-feira) e vamos ver como ele estará hoje. Vamos fazer escolhas que possam dar resultados. Ele pode ficar fora, assim como qualquer outro jogador”, afirmou o técnico rubro-negro, adotando o mistério. Porém, é muito pouco provável que ele não escale Diego, hoje a principal referência do meio-campo rubro-negro.

O treinador enfatizou que o tempo de recuperação física entre uma partida e outra é curto e, por isso, ainda precisa saber a condição dos jogadores para poder definir a escalação titular. Além disso, ele enfatizou que não pode fornecer informações que venham a ajudar o técnico Jair Ventura a determinar qual será a melhor forma de atuar contra os flamenguistas nesta quarta-feira

“Precisamos fazer escolhas importantes e vou fazer isso analisando as características do adversário. Não posso adiantar essa parte (a formação do time), pois do outro lado tem um treinador competente, que está curioso. Vamos escolher de acordo com o que o Corinthians vai apresentar e com o que temos de melhor”, despistou Barbieri, garantindo também que “não existe favorito” neste duelo de volta. “São duas grandes equipes. Temos tudo para fazer um grande jogo”, disse.

Já ao ser questionado sobre a arbitragem é uma preocupação para ele, o técnico enfatizou que está mais preocupado com o desempenho do seu time dentro do campo. “A gente está focado em realizar o nosso trabalho, a gente sabe que o árbitro está sujeito a cometer erros, mas espero que a gente faça um grande jogo e avance à final. Que vença o melhor. E esporte que sejamos nós”, projetou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *