Fernando Haddad diz que PT não vai abrir mão de ver Lula nos debates; Haddad e Gleisi Hoffmann estiveram com Lula nesta sexta-feira

(Brasília-DF, 10/08/2018) No dia seguinte ao primeiro debate dos presidenciáveis na televisão, o tradicional “Debate da Band”, durante entrevista após visita ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, Fernando Haddad, vice na chapa, e Gleisi Hoffmann, senadora e presidenta do PT, disseeram que Lula é candidato e tem direito de participar de debates.

Gleisi voltou a dizer que, no dia 15 de agosto, a chapa Lula/Haddad será registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A senadora assegurou ainda que Haddad será o porta voz de Lula enquanto o mantiverem como preso político, viajando pelo Brasil para ecoar as propostas do ex-presidente.

Gleisi declarou que o PT irá tomar todas as medidas necessárias para Lula participar dos debates, garantindo que os direitos políticos do ex-presidente sejam cumpridos.

“É uma violência contra Lula e contra o povo brasileiro não deixar que o candidato mais votado participe dos debates”, afirmou. Gleisi lembrou que “é um direito de Lula estar em todos os debates. Lula não tem seus direitos políticos suspensos. Ele tem direito de se defender. Nós vamos insistir, e não vamos ficar sem fala, sem voz. Se proibirem Lula, Haddad estará presente e nós teremos nossos projetos representados”, disse a senadora.

Fernando Haddad disse que “lutar pela participação de Lula nos debates vai permitir que as pessoas ouçam suas propostas e que os adversários façam suas perguntas. “Lula está sendo censurado no seu direito de expressão. A disposição dele é de brigar pelo seu direito de se apresentar ao eleitor”.O porta voz de Lula apontou ainda que  lutar pela participação do ex-presidente aumenta inclusive a audiência dos debates. “Ele quer fazer a disputa olhando nos olhos do eleitor e dos adversários. Ele tem o desejo de enfrentar qualquer questionamento”

Haddad disse ainda: “Lula é a pessoa capaz de retirar o país dessa crise. Lula é a volta do desenvolvimento com inclusão social”. E completou: “Estamos falando de respeito à democracia e à vontade popular”.

( da redação com informações de assessoria. Edição: Genésio Araújo Jr)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *