Novo presidente da Petrobras aposta em diálogo com Congresso e descarta interferência do governo na política de preços da empresa

i (6)

Brasília-DF, 12/06/2018) Um grupo de parlamentares do Maranhão se reuniu nesta terça-feira, 12, com o Diretor-Geral interino do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT), Halpher Luiggi Mônico Rosa, em Brasília, para solicitar ao governo a priorização das obras da rodovia Transoceânica (BR-308/Trecho Maranhão) no Orçamento da União do próximo ano.

A comitiva foi integrada pelos senadores Edison Lobão(MDB-MA), João Alberto(MDB-MA) e os deputados federais José Reinaldo Tavares (PSDB), Hildo Rocha (MDB), João Marcelo Souza (MDB), Julião Amin(PDT-MA) e Sarney Filho (PV) – que marcou a audiência. O encontro contou, ainda, com a presença do diretor de Planejamento do DNIT, André Martins – que já conhece o projeto.

O projeto

O projeto da BR-308 visa ligar São Luís (MA) a Belém (PA) pelo litoral oeste do Maranhão, atravessando os polos turísticos da Baixada Ocidental Maranhense e Floresta do Guarás, consideradas uma das regiões mais bonita do Brasil, e com um potencial turístico ainda pouco explorado.

Idealizador do projeto da Transoceânica, o deputado federal e pré-candidato ao Senado, José Reinaldo Tavares, detalhou pontos do projeto da rodovia e a necessidade do governo federal em priorizar a obra no orçamento.

“O litoral oeste do Maranhão é uma região lindíssima, que infelizmente até hoje não tem uma infraestrutura viária boa, pois é uma região pantanosa. Mas existe uma rodovia que está feito o traçado, a BR-308”, disse. Um trecho dessa BR vai do Porto do Cujupe à divisa Maranhão/Pará.

Ponte do Pericumã

“Estamos pedindo à direção do DNIT que faça urgentemente um estudo de viabilidade para que a bancada federal do Maranhão possa colocar recursos no Orçamento e assim se fazer o projeto e a construção da rodovia, como fizemos, ano passado, com a duplicação da 135”, explicou.

José Reinaldo citou a inclusão de uma ponte no projeto da obra. “Existe a Ponte do Pericumã, que eu tentei construir quando governador do Maranhão, o governador Flávio Dino tentou fazer também e não está conseguindo, e que nós vamos incluir nesse traçado. Ela (a ponte) ficará federal – ou seja, será construída com recursos da União”, frisou.

Base de Alcântara

O parlamentar revelou que outra proposta é estender a rodovia à Alcântara. “Agora, com o acordo entre Brasil e Estados Unidos, o tratado de Salvaguardas Tecnológicas, o Centro Espacial vai virar uma realidade. Então, essa BR irá até Alcântara e fará também uma nova ligação, por ferry-boat, com São Luís. Depois se integra à malha viária total do estado”, declarou.

José Reinaldo lembrou que um trecho da BR-308, no estado do Pará, já foi construído, falta o trecho do Maranhão, cerca de 300 quilômetros. “Precisamos cuidar disto. Tirar essa obra do papel. Fazer com que esta obra seja uma prioridade no orçamento do governo federal, pois é uma obra importantíssima”, reafirmou.

Potencial turístico

O deputado também destacou o alcance econômico e social, e o desenvolvimento do potencial turístico que a rodovia possibilitará ao àquela região do Maranhão, onde estão os campos da Baixada, região dos lagos e o polo turístico Floresta dos Guarás.

“Todos sabem o que aconteceu com Barreirinhas e os Lençóis Maranhenses. Foi construir a estrada e o turismo explodiu. Lá, no litoral oeste do Maranhão, acontecerá a mesma coisa. É uma região de grande potencial turístico, motivo de grandes matérias/reportagens na mídia nacional, mas não tem acesso. Só está faltando uma infraestrutura básica, uma rodovia de primeira classe e duradora”, frisou José Reinaldo.

“Com isso, estaremos possibilitando que investimentos no turismo possam ser feitos, e vendo também o lado social, pois vai trazer empregos e desenvolvimento para a região”, acentuou.

(Por Gil Maranhão. Agência Política Real. Edição: Genésio Jr.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *