Custos econômicos no Norte e Nordeste são mais altos com aumento da criminalidade, aponta estudo; documento “Custos Econômicos da Criminalidade no Brasil” foi divulgado

i (2)

Brasília-DF, 12/06/2018) O secretário especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Hussein Kalout, disse durante a apresentação do documento “Custos Econômicos da Criminalidade no Brasil” que os estados de “economia mais baixa” sofrem mais com o aumento da criminalidade.

Ele salientou os estados do Norte e do Nordeste, por outro lado, destacando a questão regional, ele afirmou que não era possível montar uma matriz única para enfrentar a criminalidade à luz do estudo apresentado, hoje, no Palácio do Planalto, durante a solenidade de sanção do Sistema Único de Segurança Pública(Susp). Na oportunidade, o Presidente Michel Temer também assinou medida provisória que transfere recursos de loterias para o Ministério Extraordinário da Segurança Pública(MESP) assegurando recursos permanentes para o setor.

O estudo de 79 páginas a que a Política Real teve acesso faz uma análise do custo da criminalidade e de seus efeitos econômicos no período entre 1996 e 2015. “O objetivo do documento seria o de fomentar políticas de segurança mais eficazes e reduzir o ônus do crime no país”, informa a assessoria do Palácio do Planalto.

( da redação com informações e edição de Genésio Araújo Jr)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *