Além de Lula: relembre 7 presidentes condenados

alberto-fujimori-peru-343531

Alberto Fujimori – Peru – Acusado de corrupção, assassinatos e violação de direitos humanos, Fujimori foi detido em 2005 após condenação a mais de 40 anos de prisão. No final do ano passado, aos 79 anos e com problemas de saúde, ele foi beneficiado com indulto humanitário do presidente Pedro Pablo Kuczynski, que recebeu uma série de críticas e teve de enfrentar manifestações por todo o país.

Carlos Menem – Argentina – Presidente do país entre 1989 e 1999, Menem ficou em prisão domiciliar após investigações que apontaram sua relação em um caso de contrabando de armas para Croácia e Equador. Liberado em 2001, tornou-se senador e foi novamente condenado, em 2013, desta vez a sete anos de prisão, pelo escândalo das armas e a outros quatro anos e seis meses por peculato. Menem tem foro privilegiado e aguarda em liberdade ao julgamento da Suprema Corte da Argentina.
Imagem: Reprodução/Internet
Carlos Menem – Argentina(Imagem:Reprodução/Internet)
Carlos Menem – Argentina

Park Geun-hye – Coreia do Sul – Filha do ex-ditador Park Chung-hee, que comandou a Coreia do Sul entre 1961 e 1979, quando foi assassinado, Park Geun-hye foi a primeira mulher democraticamente eleita do país. Teve índices altíssimos de aprovação no início de seu governo e chegou a ser considerada pela Forbes a mulher mais influente do Oriente. A partir de 2013, uma série de acusações de corrupção e abuso de poder culminou com seu impeachment, e ela permanece presa desde março do ano passado aguardando julgamento.

Otto Pérez Molina – Guatemala – Envolvido em um escândalo de fraudes e contrabando batizado de “La Línea”, Molina renunciou ao cargo de presidente da Guatemala em agosto de 2015 e foi preso preventivamente no mês seguinte.

Ricardo Martinelli – Panamá – Relacionado a uma série de casos de corrupção, inclusive por contratos superfaturados com a Odebrecht, Ricardo Martinelli foi preso em Miami, nos Estados Unidos, e deve ser extraditado ao Paraná em breve. Uma das acusações contra ele refere-se à interceptação da comunicação de 150 pessoas, entre empresários, jornalistas, dirigentes da sociedade civil e opositores a seu governo.

Ollanta Humala – Peru – Envolvido nos escândalos de corrupção revelados pela Operação Lava Jato, Humala e sua esposa, Nadine Heredia, foram acusados de lavagem de dinheiro e caixa 2 na campanha eleitoral de 2006.

Alfonso Portillo – Guatemala – Presidente da Guatemala entre 2000 e 2004, Portillo foi inocentado de uma série de acusações em seu país. Nos Estados Unidos, entretanto, foi condenado pela lavagem de mais de 70 milhões de dólares. Ficou um ano e meio preso em Denver, mas foi liberado em seguida e retornou à Guatemala em 2015.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *