Depois da pauta de Segurança, Firmino Filho foi no Ministério da Cidades e seguiu para São Paulo; prefeito, em meio à política, expõe preocupação administrativa

i

Brasília-DF, 09/03/2018) O prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB-PI) está em Brasília, desde terça-feira,07, cumprindo agenda. Começou tratando de segurança pública com o presidente Michel Temer (MDB) e outros prefeitos de capitais. Firmino contou à Política Real que alguns investimentos na área de segurança já foram pensados: como o vídeo monitoramento das cidades, para fortalecer o controle; novas tecnologias e inteligência para assessorar órgãos de polícia; equipar as guardas municipais e contratar mais efetivos por meio de concurso; e na prevenção, fazendo o trabalho de conscientização de jovens e crianças. A ideia é sincronizar o dinheiro disponibilizado no financiamento com o planejamento das cadeias de segurança pública.

“Todos nós sabemos que o grande papel de segurança pública cabe ao governo do Estado”, pontuou o prefeito. “Tanto que na semana passada, o presidente [Temer] já tinha se reunido com os governadores, o próprio governador Wellington Dias (PT-PI) esteve presente e colocou várias sugestões. Nós queremos, portanto, que aquilo que a prefeitura venha a fazer esteja em sintonia com o que o estado planeja para Teresina”, disse

MINISTÉRIO DAS CIDADES

Firmino também esteve hoje no Ministério das Cidades, com o secretário-executivo Silvanir Pereira para discutir a situação do Portal da Alegria (PI), que está com um problema de drenagem grave: no inverno e quando chove, a água inunda as ruas e invade as casas projetadas pelo Minha Casa Minha Vida. Firmino busca recursos para a construção de uma galeria junto ao Orçamento Geral da União.

“Independente da responsabilidade – se é da Caixa, da prefeitura, enfim – queremos uma solução concreta para os moradores que estão sofrendo com esse problema. Inclusive temos uma ação pública feita pelos moradores junto à Justiça. Temos aqui um projeto executivo da galeria, que já está feito; a galeria custa R$ 65 milhões, e mostra como essas obras de drenagem são pesadas e caras”, lamentou.

Ele lembrou que o problema de drenagem é algo que fica muito aparente no inverno; também acontecerá a construção de outras quatro galerias médias na Zona Norte de Teresina.

PROJETOS

Amanhã,09, o prefeito estará em São Paulo, na Fundação Lemann, onde ele participará de um projeto de monitoramento na área da educação. O setor vem progredindo no Estado, e será consultado para a modernização da educação municipal.

“[O setor] tem sido uma das secretarias que mais evoluíram gerencialmente, e os resultados aparecem. Tudo isso tem gerado resultados positivos para a nossa educação, que é a terceira melhor de todas as capitais brasileiras”, lembrou. “E vamos continuar avançando, não podemos celebrar ganhos do passado e esquecer que novas batalhas estão vindo”.

Uma das exigências da fundação é a apresentação de projeto fomentando a participação dos prefeitos, que se inicia por meio de um seminário de imersão

“Quem conhece nossa administração sabe que educação não pode ser prioridade um, tem que ser prioridade zero, uma obsessão”, ressaltou. “Precisamos também de cada vez mais ajuda e apoio técnico para ter cada vez mais ganhos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *