Piauienses retornam de Brasília com 10 medalhas da maior competição escolar brasileira

foto_3840_101331.jpg.360x243_q85

Os alunos piauienses que foram a Brasília disputar as modalidades individuais dos Jogos Escolares da Juventude, etapa de 15 a 17 anos, retornaram, nessa segunda-feira (20), ao estado com 10 medalhas, sendo três de ouro, quatro de prata e três de bronze.

As medalhas de ouro foram conquistadas por Letícia Lima nos 200m e 400m rasos e Luís Fábio no arremesso de peso. Luís Fábio ainda conquistou uma medalha de prata no lançamento de peso, assim como Artêmio nos 800m rasos, Gustavo Tourinho na categoria 60kg no Judô e a Erick e Sayane Lima nas duplas mistas do Badminton. As medalhas de bronze foram conquistadas por Sayane Lima na categoria simples feminino do Badminton, Emerson Silva na categoria 50kg do Judô e Mateus Alves no Dardo.

O transporte para ida a Brasília nesta etapa foi custeado pelo Governo do Estado, por meio da Fundação dos Esportes do Piauí (Fundespi), e das modalidades coletivas será custeado pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

Para o presidente da Fundespi, Paulo Martins, o resultado conseguido, até o momento, nesta etapa de 15 a 17 anos mostra um grande potencial da nova geração de atletas piauienses. “Parabenizo a todos os nossos garotos e garotas que defenderam com muito amor a bandeira de nosso estado. Vocês nos encheram de orgulho e emoção”, comentou o gestor.

A atleta Letícia Lima disse que não esperava essas duas medalhas de ouro. “Não fui para a competição 100%, estava lesionada e sentindo dores”, disse a garota de ouro que traça planos para o futuro. “Agora irei treinar bastante, fazer uma boa base, ir para as Olimpíadas da Juventude em Buenos Aires e para o mundial sub-20”, acrescenta Letícia.

Já, Luís Fábio, que por um centímetro não bateu o recorde brasileiro no arremesso de peso, disse que se preparou para obter um resultado ainda melhor, mas que está satisfeito com o que conseguiu. “Esperava um resultado um pouco melhor, mas foi bom, trouxe um resultado expressivo para o Piauí”, destacou o atleta afirmando que dedica o prêmio para toda a Escola João Emilio Falcão, à mãe dele que sempre lhe deu apoio, e ao técnico, professor Alberto. “Ele me lapidou e me fez o atleta que sou hoje, não só no esporte, mas também no meio social”, agradeceu Luís.

O técnico da equipe do atletismo, Nilson Sousa, fez um diagnóstico da participação do Piauí nas competições individuais. “O rendimento dos atletas foi muito bom. A expectativa que tínhamos para essa equipe se cumpriu. No atletismo tínhamos uma previsão de cinco medalhas e possibilidade de sete e estamos retornando com seis. Estamos levando no total de dez medalhas e esses grandes resultados a nível nacional. Três campeões brasileiros com marcas extraordinárias”, pontuou Nilson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *