Temer recebe bancada feminista na Câmara

Após ser alvo de críticas por montar um ministério sem a presença de mulheres no primeiro escalão, o presidente em exercício Michel Temer se reuniu na manhã desta quinta-feira (19), no Palácio do Planalto, com 20 deputadas de 11 partidos aliados ao seu governo.

Na tentativa de contornar o mal-estar gerado com a montagem de um ministério exclusivamente masculino, o peemedebista passou a nomear mulheres para cargos importantes do segundo escalão do governo, como a presidência do BNDES.

Nesta semana, por exemplo, foram anunciados os nomes de Maria Silvia Bastos na presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), subordinado ao Ministério do Planejamento, e o de Flávia Piovesan na Secretaria de Direitos Humanos, vinculada ao Ministério da Justiça e Cidadania.

Temer também chegou a buscar uma mulher para ocupar a Secretaria Nacional de Cultura, que substituiu o Ministério da Cultura e passou a ser subordinada ao Ministério da Educação. O presidente em exercício, contudo, não conseguiu levar uma mulher para o cargo e nomeou na secretaria, nesta quarta (18), o secretário municipal de Cultura do Rio, Marcelo Carelo.

Encontros com parlamentares
Desde o início desta semana, o presidente em exercício tem dedicado parte da agenda a reuniões com parlamentares.
Na última terça (17), por exemplo, ele recebeu líderes dos partidos que compõem a base aliada na Câmara. Nesta quarta (18), foi a vez de os líderes da base no Senado se reunirem com Temer.

Nessas reuniões, segundo presentes, o peemedebista tratou de temas como a votação, prevista para a semana que vem, do projeto que revista a meta fiscal do

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *